#

.html

Congresso de Jovens I.B. Belém.

Mês da juventude. Venha! Participe você também..

Loja Virtual!

Porque o chamado é coletivo. A vocação, individual.

Mantenedor

Seja um mantenedor deste ministério!!!

Web Rádio Atitude Gospel!

Levando louvor, adoração e ministração até os confins da terra.

Reflexões Pastorais

Seja edificado(a) com estas reflexões pastorais.

Versículo do Dia


quinta-feira, 25 de maio de 2017

Ministração da Palavra e louvor na IBABE



  • Pastor Carlos Ferreira
  • Pastora Carla Ferreira
  •  Pastor Carlos Ferreira
  • Pastora Carla Ferreira
  • Igreja Batista Belem
  •  Pastor Carlos Ferreira
  • Pastora Carla Ferreira
  •  Pastor Carlos Ferreira
  •  Pastora Carla Ferreira

terça-feira, 23 de maio de 2017

Os segredos de uma família irresistível



Introdução
Numa rasa exegese podemos identificar a diferença entre sacerdote e profeta. O sacerdote é a voz do povo diante de Deus, enquanto o profeta, é a voz de Deus para com o povo. 
Pois bem, quero agora que a igreja reflita. 
É possível exercer as duas funções? SIM.
Definição da palavra Sacerdote (SACER DOTE) 
Sacer = Sagrado 
Dote = Dom

Leitura bíblica Lc 2.41,43,45
"Ora, todos os anos iam seus pais a Jerusalém à festa da páscoa;
E, regressando eles, terminados aqueles dias, ficou o menino Jesus em Jerusalém, e não o soube José, nem sua mãe.
E, como o não encontrassem, voltaram a Jerusalém em busca dele."

O texto bíblico reporta-nos refletir, como pode, pai e mãe, juntos não sentir falta da presença de seu filho a ponto de os perderem?
Só existe uma resposta! Ambos estavam totalmente dispersos do menino, e pasme dizer, diante deste grande exemplo, ainda encontramos está realidade em nossas respectivas igrejas. 
Entretanto nada está perdido. Basta, apenas, tomar a decisão de resolver o problema. Passaram três dias sem a presença do menino, tempo suficiente para, traçar metas capaz de resolver o problema:
           
1º - Resolver o problema
José e Maria, só puderam fazer algo para mudar a história quando tomaram ciência da ausência do menino reconhecendo conscientemente a realidade que estavam vivendo. 
Precisamos ser humildes e reconhecer que está triste realidade existe, não somente em nossos respectivos lares, bem como em nossas respectivas igrejas, cujo os valores da família estão invertidos, pobreza na riqueza e riqueza na pobreza, isso porque nossa maior riqueza não é aquela que mostramos ao mundo e sim a que o mundo ver em nós. 
A maior riqueza que podemos ter, é de graça. Ou seja, nossa maior riqueza é nossa salvação, e se nossa maior riqueza é nossa salvação, nossa maior riqueza é nosso salvador e quem é o nosso salvador? E ainda assim, muitas vezes, assim como José e Maria, o temos como um menino.
Nesta hora você pode estar pensando: Nossa!!!
Este pastor é maluco!!!
Então respire. Ufa... Prontinho? Podemos seguir? Então diga para o irmão que está ao seu lado: Calma, nada está perdido.
E porque nada está perdido? Porque ainda não procuramos o que perdemos. E o que perdemos? Jesus!!! O próximo passo então é?

2º - Procurar saber onde está o problema
Assim como nós, maridos, esposas, famílias, igreja, já nos envolvemos em situações complicadas, José e Maria, juntos, se enfiaram num grande problema. 
Certa feita, conversando sobre este texto, um novo convertido me perguntou “como pode, diante de tamanha negligencia familiar, José e Maria merecer tamanho valor e destaque nas escrituras?” Minha resposta foi, talvez por reconhecerem a necessidade de corrigir o erro que, juntos cometeram, ainda que as circunstancias provocada, por eles mesmo, estivesse adversa. Afinal o problema já existia, e procurar um culpado não traria solução para o problema em que ambos foram culpados. Não muito satisfeito, indagou. Porque o meu não estar lá, no que respondi, está, mas você precisa crê.
Só tinha um detalhe importantíssimo, não poderiam procura-lo em Nazaré, ou seja, era necessário? Voltar e, geralmente a volta é mais cansativa, exaustiva, principalmente, quando o assunto em pauta é lavar roupa suja.

3º - Voltar a origem do problema
Eu não sei onde deixou seu menino, mas uma coisa eu sei, para resolver o problema, é preciso voltar para busca-lo e o melhor lugar para fazer isso é em Jerusalém.
Jerusalém significa Cidade de Paz. Lembre-se, família, igreja. Precisamos voltar sim para resolver o problema que causamos, porém não podemos jamais perder de vista que quando voltamos, estamos na Jerusalém e mais do que estarmos em Jerusalém é saber em Jerusalém está a solução dos nossos problemas, está o nosso menino Jesus representando o centro da vontade de Deus, trazendo salvação ao alcance de todos, principalmente dos que procuram o salvador.

Reflexão sobre o que foi ministrado...



Conclusão
Observe que o processo, seguido de progresso, na vida desta família para conseguir reverter o problema precisou:
1 – Reconhecer = Se humilhar
2 – Procurar = Se esforçar
3 – Voltar = Se Arrepender
Uma família irresistível, humildemente reconhece que perdeu Jesus de vista e se dispõe a fazer qualquer tipo de esforço para reencontá-lo.
Só reconhece, aquele que se humilha; Só procura, aquele que se esforça, só encontra solução para o problema que outrora parecia perdido, aquele que volta e só volta, aquele que se arrepende.

Por: Pr. Carlos Eduardo

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Dias melhores virão


Está é a fé que move o mundo.

Estamos vivendo dias difíceis:
Dias de guerras, e não de paz;
Dias de escacez, e não de fartura;
Dias de mágoas, e não de perdão;
Dias de tristezas, e não de alegria;
Dias de falhas, e sem arrependimento:
Tantos outros dias sem solução. Isto porque, aceitamos o ditado "quem não sabe caçar com cão, caça com gato.

Na verdade, ainda não aprendemos caçar, pois usar instrumento errado para a caça é por a caça em risco.

Nunca jamais devemos aceitar que "a voz do povo é a voz de Deus," aliás, pode ser este o motivo pelo qual os dias são maus. Estamos vivendo a hipocrisia do antropocentrismo (o homem no centro de tudo) e quase sempre esquecendo ou ignorando o autor, não só da nossa vida, como da nossa fé.

Se uma grande tempestade que cai sobre sua vida, não é tempo de se  apavorar, pois toda tempestade passa e ainda que não passe, Jesus tem o poder de acalmá-la.

Lembre-se: "sem fé é impossível agradar a Deus (Hb 11.6), pois a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem." (Hb 11.1)

Por; Pr. Kadu