#

.html
Versículo do Dia


segunda-feira, 2 de abril de 2012

Ramos que produzem frutos (Jo 15.1-16)

Série o que Deus espera de mim

Introdução: Estação outono, período em que caem as folhas e permanecem apenas ramos junto a árvore aguardando obedientemente o tempo certo de produzir. Neste pensamento pretendo compartilhar sobre os três tipos de ramos que, ao observar o texto citato, recebi do Senhor.

1. Ramos lançados no fogo? (v.6)
A autossuficiência é peça fundamental para levar a criatura afastar-se de Jesus, distanciando-o cada vez mais da sua raiz (Deus) podendo secar e ao secar ser lançado ao fogo. Sempre que tiramos Jesus do centro de nossas respectivas vidas e começamos a obervar coisas que não nos edificam, fatalmente perderemos também as ricas bençãos que só Jesus pode proporcionar ao homem. Pedro perdeu o privilégio de andar sobre as águas por, apenas observar o vento. (Ler Mt 14.30)

2. Ramos que só conseguem produzir quando podado (v.2 b)
De quando em quando, faz-se necessário certa peleja na vida da criatura, somente assim ele se volta pra Deus, isso, é o equilibrio da vida por sua escolha rebelde. Deus tem grandes coisas para os filhos  obediêntes (Ler Dt 28:1,2)

3. Ramos que dão frutos (vs.5,8)
São os que reconhecem a extrema necessidade de estarem com Jesus, os que não se afastam permanecendo fiéis a n'Ele, sendo n’Ele ramos produtores de frutos para glória do Pai. Colocando-se sempre a disposição do reino, certos antes de sua escolha por Deus, Ele já vos havia o confiado, escolhido e amado primeiro. A natureza da árvore é obedecer seu Criador. Faça frio ou faça sol, lá permanece para no tempo da colheita oferecer seu melhor fruto.

Conclusão: Deus espera da criatura fruto permanente do amor de Jesus. Deixe Jesus ser a raiz da árvore da sua vida. (Ler Jo 15, 12-14). E lembre-se: "A glória é de Deus".

Por: Carlos Eduardo

Avalie o artigo:

1 comentários:

Todo tipo de comentário desrespeitoso será deletado.